só 8 segundinhos...

O que fazemos

Aproximamos realidades locais e oportunidades

Gestão da Cadeia Produtiva

Gerir a cadeira produtiva significa conhecer o percurso de produtos florestais não madeireiros desde a sua origem até o momento de sua comercialização. O Instituto Beraca busca que os produtos florestais não madeireiros venham de comunidades vulneráveis cujos moradores estejam em busca de uma inserção positiva do mercado em pról do seu desenvolvimento comunitários e que sigam práticas sustentáveis.

Planejamento Participativo
O planejamento participativo é uma premissa do trabalho do Instituto Beraca nos territórios em que atua. Ao iniciar um trabalho de fomento de cadeias produtivas em uma comunidade ou região, estabelecemos um diálogo com lideranças e a base comunitária para pensarmos juntos o seu futuro em seus diversos aspectos: renda, meio ambiente, saúde, educação, infraestrutura, etc. A metodologia de trabalho do Instituto Beraca é alinhada aos preceitos do planejamento participativo, apostando na mobilização e sensibilização dos comunitários e comunitárias, na realização de oficinas comunitárias em que o saber técnico e local possam interagir orientando as decisões e que, a partir dessas decisões conjuntas possamos implementar projetos em parceria e colher resultados de impacto socioambiental pactuados.
Índice Beraca
Diagnóstico do potencial de fornecimento de produtos florestais não madeireiros, desenvolvido pelo Instituto Beraca como uma metodologia e um índice que permitem avaliar o potencial de uma comunidade fornecer produtos florestais não madeireiros (ou produtos agrícolas) antes de iniciarmos um processo de fomento de cadeia produtiva, através de critérios relativos à produção, organização social e gestão. Isso permite que os investidores e doadores possam ter maior certeza do potencial de fornecimento da comunidade, ainda que sejam necessários investimentos de fomento.
Gap Analysis
A gap analysis (análise das lacunas) é o diagnóstico da situação atual da comunidade em comparação com a situação ideal para que ela possa fornecer dentro dos padrões exigidos pelo mercado (por exemplo, e certificação) e nos volumes esperados pelos compradores. Ou seja, o gap analysis aponta as lacunas que há na comunidade e o que seria necessário para ela poder fornecer os produtos desejados. As lacunas podem ser as mais diversas: pouca terra, inexperiência técnica, desmotivação, desorganização social etc.
Elaboração de Plano de Ação
A partir da gap analysis (análise das lacunas), o IB elabora um Plano de Ação que indica as ações necessárias para a comunidade se desenvolver e poder passar a fornecer produtos florestais não madeireiros dentro dos padrões e volumes esperados. Esse Plano de Ação pode conter atividades de diversas naturezas, tal como capacitação, aquisição de equipamentos, articulações institucionais, coaching, intercâmbios etc.
Implementação do Plano de Ação
O Instituto Beraca garante a implementação do Plano de Ação, aplicando sempre as metodologias mais adequadas e inovadoras.
Compra de produtos florestais não madeireiros
Quando for parte do arranjo, a Beraca pode comprar os produtos florestais das comunidades, para que elas possam ir se inserindo no mercado e ganhando prática. A Beraca jamais exige exclusividade de fornecimento de comunidades nas quais o Instituto Beraca atua, apenas atua no sentido de usar seu poder de compra para avançar o processo de desenvolvimento comunitário.
Monitoramento & avaliação
O monitoramento & avaliação da implementação dos Planos de Ação fazem parte da rotina do Instituto Beraca, a partir de indicadores de resultado e processo, para que tanto a gestão dos projetos seja mais eficaz, como também os clientes e doadores possam acompanhar os resultados de seus investimentos.